Irregular. Assim pode ser considerada a participação do Paraná Clube no primeiro turno da Série B do Campeonato Brasileiro. De um time que emendou cinco vitórias consecutivas, ficando a um triunfo da liderança, o Tricolor passou a ser uma equipe que viveu uma fase crítica de sete jogos sem vencer. Tudo isso em um período de 19 jogos. Prestes a iniciar a segunda metade da competição, a equipe paranista precisará se manter mais equilibrada caso queira brigar pelo acesso. Encerrando entre os oito primeiros com 28 pontos, o Paraná deverá mostrar mais. para que em novembro, ao final da competição, possa estar no G4.

Retornando à Segundona após uma temporada ’relâmpago’ na primeira divisão em 2018, o Paraná começou sua empreitada na disputa sem empolgar. Na sexta rodada, por exemplo, após empate em 0x0 com o Oeste, o time paranista chegou a estar na 14ª colocação na tabela, sua pior posição até o momento. O início de uma superação que começou a dar esperanças para os torcedores aconteceu, justamente, na rodada seguinte. O Tricolor venceu o Coritiba de virada, por 3×2, no dia 08 de junho, e depois disso somou a incrível marca de cinco vitórias seguidas. Assim, escalou posições e chegou à vice-liderança. Passando por adversários fortes como o próprio líder Bragantino, a crescente paranista empolgava e o acesso passou a ser visto como possível.

+ TRIBUNA ESTREIA SEU PODCAST DE FUTEBOL PARANAENSE! SAIBA COMO BAIXAR E OUVIR O PODCAST DE LETRA!

No dia 26 de julho, a 12ª rodada, a sorte da equipe virou totalmente. O jogo era contra o Sport e uma vitória garantiria o Paraná na liderança, pelo menos momentaneamente. Mas o resultado foi 1×0 para o visitante e depois disso, o time amargou mais três derrotas e três empates, somando sete jogos sem vencer. Em meio aos problemas de bastidores, que envolvem salários atrasados, o time fez o que pôde até conseguir, enfim, somar três pontos em uma partida.

Na última terça-feira (27), o Tricolor venceu por 1×0 o Botafogo-SP e deu uma pausa ao mau momento. Contabilizando toda a participação do time no primeiro turno, o resultado foi de sete vitórias, sete empates e cinco derrotas. O técnico Matheus Costa, fazendo um balanço sobre a atuação do time até o momento, assumiu os resultados ’flutuantes’ da equipe, mas preferiu ver o lado positivo da situação.

+ Leia mais: Paraná Clube acerta a contratação do meia-atacante Vitinho

“É uma competição que a gente sabe que tem que se manter uma regularidade. Acabamos tendo sete jogos sem vencer, porém, agora podemos falar que estamos a três sem perder”, avaliou o treinador. Querendo um aproveitamento maior, o comandante quer contar com o fator casa na segunda metade para aumentar a força do time.

“No primeiro turno tivemos dez jogos fora de casa e nove dentro. Agora isso vai se inverter e precisamos desde já buscar os pontos começando nesta sexta-feira (30), que já é um jogo importantíssimo”, disse, falando sobre o compromisso com o Vila Nova, o primeiro dessa retomada. O segredo para que o Paraná alcance o acesso ao final da temporada, na opinião de Costa, é que o time consiga sempre ter um bom desempenho em campo.

+ Confira a classificação completa da Série B!

“Ficou uma aprendizagem do primeiro turno. Mantivemos a regularidade até certa altura, mas deixamos de manter o mesmo nível. Não falo nem de placar, mas de desempenho. Ninguém tem o controle do resultado, mas temos que ter do nosso desempenho”, finalizou.