O empate em 0x0 com o Santa Cruz, na última terça-feira (14), complicou um pouco a situação do Paraná Clube na Série B. Apesar de ainda depender apenas de si, o Tricolor, para não ter que torcer contra os adversários, terá que vencer os seus dois últimos jogos. Para isto, precisará superar um problema que vem o incomodando ao longo de toda a competição: vencer fora de casa.

Ter 100% de aproveitamento nas próximas duas partidas significa derrotar o CRB, neste sábado (18), no Rei Pelé, em Maceió. Só que como visitante, o desempenho paranista é de quem briga contra o rebaixamento. Em 18 jogos, foram apenas 16 pontos somados, com três vitórias, sete empates e oito derrotas. É apenas o décimo melhor clube neste quesito, enquanto os seus concorrentes por uma vaga no G4 (Ceará, Londrina, Vila Nova e Oeste) tem entre as terceira e sétima melhores campanhas, atrás apenas de América-MG e Internacional, que já subiram.

Uma campanha que vem sendo compensando pelo fato de o clube ser o melhor mandante. Nas últimas cinco partidas longe da sua torcida, o Paraná somou apenas dois empates e três derrotas. O último triunfo foi no 19 de setembro, quando goleou o Guarani por 4×0.

Dois meses depois, o Tricolor terá que se apegar àquele momento, o melhor como visitante, quando somou sete pontos consecutivos fora, com duas vitórias e um empate, sem sequer sofrer gols neste período.

Confira a classificação completa da Série B

Por outro lado, o que pode facilitar o caminho paranista é que o CRB é apenas o 11º melhor mandante, com cinco derrotas no Rei Pelé. Além disso, o time alagoano pode entrar em campo já livre do rebaixamento, caso o Luverdense não derrote o Guarani, nesta sexta-feira (17), no Brinco de Ouro da Princesa.