A boa performance da defesa será a grande aposta do Paraná Clube para conseguir, nesta quarta-feira (19), às 19h30, diante do Vitória, na Vila Capanema, chegar às oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de vencer por 2×0, semana passada, no Barradão, em Salvador, o time paranista espera manter seu grande rendimento defensivo até agora jogando em casa para seguir adiante na competição nacional. Até agora, o Tricolor tomou apenas um gol em onze partidas realizadas no Durival Britto em 2017.

Com a boa vantagem do Paraná Clube adquirida no jogo de ida, em Salvador, o técnico Wagner Lopes espera pelo Vitória atuando de forma ofensiva na Vila Capanema para conseguir a classificação para as oitavas de final da Copa do Brasil.

“Temos uma maneira de jogar, com a defesa bem postada, forte, com uma transição ofensiva rápida. Apesar de nós sabermos de algumas críticas, o ponto de vista no futebol é muito interessante. Cada um tem sua visão, suas convicções. Mas nós sabemos que 2×0, o time adversário sairá para o ataque, terá que nos atacar e nós sabemos a maneira que a gente tem que jogar”, cravou Lopes, que garantiu o Tricolor atuando da mesma forma na Vila Capanema.

“A gente não pode querer mudar. Fazer coisas que não fizemos até agora, se expor desnecessariamente, sair de forma desorganizada, acelerar o jogo em um momento que não é propício. Temos que ter muito equilíbrio emocional. Saber que muitas vezes a torcida é contagiante, incentiva para que realmente você vá para a fase ofensiva, mas temos que ter consciência que o adversário é forte, que tem o contra-ataque forte também”, emendou o treinador.

De volta ao Paraná Clube depois de cumprir suspensão na partida de ida, em Salvador, o volante Alex Santana acredita na força defensiva paranista para conseguir a classificação. “É importante manter nossa forma de atuar. O Vitória vai vir para cima da gente e vamos, da melhor maneira possível, segurar o ataque deles para sair com a classificação”, arrematou o camisa 8.

O Paraná Clube, até agora, pela Copa do Brasil, jogou duas vezes dentro de casa e não tomou nenhum gol. Venceu o Bahia por 2×0, na segunda fase, em partida única. Depois, na terceira etapa da competição nacional, empatou sem gols diante do ASA e garantiu a classificação para a quarta fase nas penalidades.