Para o presidente do Paraná, Leonardo Oliveira, a ideia de uma possível “Arena Trio de Ferro” não passa de especulação. Ele descartou qualquer possibilidade de o clube ingressar no projeto. “Para o Paraná, hoje, esse é um assunto que não está nem na primeira página das prioridades. Pelo menos dentro na minha gestão não vejo isso acontecer. Temos muitas coisas para resolver antes de pensar em uma Arena a três”, garantiu o presidente, em entrevista à rádio Transamérica.

Atlético, Coritiba e Paraná se reuniram com a prefeitura no Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (IPPUC), na última segunda-feira (27). Após o encontro, o presidente do IPPUC, Reginaldo Reinert, negou que o projeto da Arena Trio de Ferro tenha sido discutido com os presidentes dos três clubes.

“Durante o momento que eu participei da reunião não se falou disso. Na verdade, nós fomos convidados a mostrar nossos projetos ao IPPUC. Conversamos apenas sobre os patrimônios do Paraná”, declarou o presidente paranista.

Mas o plano do presidente do Conselho Deliberativo do Atlético, Mário Celso Petraglia, foi tratado, e é tema já conversado principalmente entre Atlético e Coritiba. O maior problema é a imensa rejeição das torcidas e dos conselhos, principalmente o alviverde. Depois da reunião do Ippuc, conselheiros do Coxa fizeram reuniões extraordinárias, obrigando a diretoria a ter que se explicar sobre as tratativas com o Furacão.

Hoje, Petraglia é o principal conselheiro do presidente do Coritiba, Rogério Bacellar, e as conversas entre os dois passam por todos os temas que envolvem os dois clubes – principalmente o que envolve dinheiro e patrimônio.