Por conta da pandemia do coronavírus, o futebol brasileiro está paralisado, sem previsão de volta. Período que, se os times não podem usar para treinar, ao menos os treinadores podem fazer uma reflexão do que deu certo ou errado neste início de temporada.

Até aqui, o Paraná Clube vem oscilando neste dois meses. Embora esteja classificado para o mata-mata no Campeonato Paranaense e siga vivo na terceira fase da Copa do Brasil, o Tricolor ainda não convenceu.

Em 14 jogos realizados, foram cinco vitórias, quatro empates e cinco derrotas, totalizando 45,2% de aproveitamento. Em casa, o rendimento é um pouco melhor, com três vitórias, dois empates e duas derrotas (52,3%, contra 38% fora).

+ Podcast De Letra: O efeito coronavírus no futebol

Aliás, a equipe paranista melhorou muito jogando dentro da Vila Capanema recentemente. Foram quatro vitórias seguidas diante da torcida e cinco duelos consecutivos sem perder. Por outro lado, nas últimas três vezes que atuou como visitante, acabou perdendo, sem marcar um gol sequer.

Paraná vem tendo bom desempenho dentro da Vila Capanema. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna do Paraná

Por falar em balançar as redes, o Paraná, com 14 gols, tem uma média de um gol por partida. Oito jogadores já marcaram, sendo o meia Renan Bressan o artilheiro da equipe, com três gols.

+ Cristian Toledo: Relembre outras vezes que o Paranaense foi paralisado

Já a defesa foi vazada 11 vezes. Número que poderia ser um pouco melhor, se não fossem os jogos recentes. Nas últimas seis vezes que entrou em campo, o Tricolor levou sete gols. A zaga só passou intacta no triunfo por 2×0 sobre o União Beltrão.

Time-base

Nenhum jogador do elenco entrou em campo nas 14 partidas do ano. O técnico Allan Aal rodou bastante o time e utilizou 31 atletas. Os que mais atuaram foram o zagueiro Thales e o volante Kaio, com 11 jogos, e o zagueiro Fabrício, o lateral-esquerdo Juninho e o atacante Raphael Alemão, com dez.

Porém, apenas Thales, Fabrício e Juninho foram titulares em todas as vezes que entraram em campo. Além diso, em metade dos confrontos Alemão acabou sendo substituído em algum momento.

Mesmo tendo jogado apenas cinco vezes, Renan Bressan é o artilheiro paranista, com três gols. Foto: Albari Rosa/Foto Digital/Tribuna do Paraná

Se considerar os que mais atuaram em cada posição, o time-base paranista até aqui vem sendo: Alisson; Paulo Henrique, Thales, Fabrício e Juninho; Kaio, Kazu e Thiago Alves; Andrey, Marcelo e Rodrigo Rodrigues. No entanto, Kazu e Rodrigo Rodrigues nos últimos jogos vêm ficando no banco de reservas.

+ Mais do Tricolor:

+ Allan Aal tem trabalho como técnico aprovado no Paraná
+ Paraná fecha todas as suas sedes durante pandemia
+ Hélio Cury diz que Paranaense será decidido no campo