O Paraná Clube pode ter ganho mais um concorrente pelo meia Renatinho. Ainda negociando uma possível permanência com o Tricolor, o camisa 10 paranista em 2017 virou alvo do Botafogo. Porém, de acordo com o empresário do atleta, Nenê Zini, se ficar no Brasil em 2018 Renatinho jogará no Paraná Clube. Caso contrário, irá para o exterior.

“Não estamos discutindo com ninguém aqui no Brasil. O Paraná é um time querido, com pessoas sérias e ele foi muito bem. (A renovação) Está aberta, pode ser que aconteça e como pode ser que não aconteça”, declarou ele, dando a entender que a prioridade seria a ida ao futebol internacional.

Com a perda de João Pedro, que voltou ao Atlético, e Guilherme Biteco, machucado, o técnico Wagner Lopes ainda não conta com nenhum jogador mais criativo no setor. A tendência é que João Paulo, ex-Santa Cruz, está próximo de reforçar o clube. Porém, o treinador já entrou em contato com Renatinho para tentar convencê-lo a permanecer.

“Esperamos que dê tudo certo e ele possa renovar. Nós estamos esperando a melhor solução disso. Trabalhei com ele em 2013 na Ferroviária e ele é um cara sensacional. O que tiver de acontecer de melhor, tanto para ele quanto para o Paraná vai acontecer. Brinquei que ele está perdendo treino e que ele precisa acelerar”, disse o comandante do Tricolor.

Renatinho terminou 2017 como o artilheiro do Paraná Clube na Série B, com nove gols, e também na temporada, com 17 no total. Decisivo e considerado o grande armador do time paranista, ele ainda é um dos jogadores mais queridos pela torcida e tem contrato com o Mirassol até dezembro de 2018.