O Paraná Clube não esconde que vive uma realidade financeira complicada. No entanto, a valorização da base, que aconteceu nos últimos anos, pode ser a solução dos problemas do Tricolor. O volante Jhonny Lucas, de 18 anos, principal promessa da equipe, pode render até R$ 50 milhões aos cofres paranistas.

O Arsenal, da Inglaterra, e o Shakhtar Donetsk, da Ucrânia, acompanham de perto a evolução do jogador, que recentemente foi convocado para a seleção brasileira sub-20 e teve o contrato renovado com o Tricolor até 2020. O clube inglês, inclusive, foi quem fez a sondagem em cima do atleta.

Segundo Mário Vieira, tutor de Jhonny, o Arsenal acenou com cifras no valor de 12 milhões de euros (cerca de R$ 50 milhões atualizados). “Até o momento, no entanto, foram só conversas”, diz Vieira.

Visando a ida para a Europa, inclusive, o atleta está sendo sondado por vários agentes top no mercado da bola. Segundo Vieira, a tendência, neste momento, é de que a carreira dele seja agenciada por Giuliano Bertolucci, superagente brasileiro que já movimentou bilhões em vendas de jogadores no Velho Continente.

LEIA TAMBÉM: Carlinhos Neves: histórias do melhor preparador físico do Brasil

Em outubro de 2016, a renomada revista inglesa Four Four Two colocou o brasileiro, dono da Euro Export Assessoria e Propaganda Ltda., como o sexto empresário mais poderoso no futebol. Bertolucci participou recentemente da ida do meia Phillipe Coutinho do Liverpool, da Inglaterra, para o Barcelona, da Espanha.

Confira a classificação completa do Brasileirão!

Também esteve envolvido diretamente nas vendas de três jogadores do São Paulo: Luiz Araújo (10,5 milhões de euros para o Lille, da França), Thiago Mendes (9 milhões de euros para o Lille) e David Neres (12 milhões de euros para o Ajax, da Holanda).

Outros agenciados por Bertolucci são os zagueiros David Luiz (Chelsea), Marquinhos (PSG-FRA) e Felipe (Porto-POR), o meia Oscar (Shanghai-CHI) e o atacante Dentinho (Shakhtar-UCR).