Era para ser apenas uma preparação. Um início de ano para observar jogadores, segurar as pontas financeiramente, preparar o grupo (principalmente os jovens) para o grande objetivo do ano, a disputa da Série B. Mas aí o Paraná Clube foi ganhando, se acertando, virou líder… E terminou a primeira fase do Campeonato Paranaense na frente. E por isso joga neste domingo (3) fora de casa, às 18h30, contra o Foz do Iguaçu, no estádio do ABC.

A situação tricolor neste Estadual lembra uma frase histórica do ex-presidente Ernani Buchmann, quando o time foi tetracampeão. Após uma série ruim, o Paraná venceu o Cascavel e graças a uma combinação de resultados se classificou para a fase seguinte. “Deram sapato novo pro defunto”, afirmou Buchmann.

Este ano o Tricolor chega ao mata-mata de sapato brilhante. Mas mantendo a serenidade de quem quer ter os pés no chão – até por toda a situação financeira do clube. “Nós não tínhamos projetado priorizar o Paranaense. Mas agora que chegamos, vamos até o título”, resumiu o dirigente Durval Lara Ribeiro.

Destaque paranista, o técnico Claudinei Oliveira quer ver o time sair de Foz com vantagem. “A gente tem de ampliar nossa vantagem lá. Seja com vitória simples ou uma margem maior, temos de buscar a vitória. Não podemos deixar para definir no jogo de volta”, disse Claudinei, preocupado com a sequência de jogos – o Paraná sai de Foz e já pensa na estreia da Copa do Brasil, em Sergipe, contra o Estanciano.

E ele espera ver aquele time motivado e comprometido das primeiras rodadas, que foram fundamentais para a melhor campanha. “Tem de voltar a ter o frio na barriga, a vontade de mostrar que somos bons. Quando você conquista as coisas muito rápido, acaba perdendo um pouco dessa ansiedade positiva. Temos de resgatar a fome de disputar todas as bolas, ganhar todos os jogos e dar conta do recado”, avisou Claudinei.

PARANAENSE
Quartas de final – jogo de ida

FOZ x PARANÁ

Foz: Nei; Daniel Baloy, Luiz Mantovani, Hebert e Chilavert; Roberto, Baiano, Adrian e Safira; Marcelo e Safirinha. Técnico: Ivan Alves
Paraná: Marcos; Nei, Alisson, Zé Roberto e Fernandes; Jean, Anderson Uchôa, Nadson e Válber; Lúcio Flávio e Robson. Técnico: Claudinei Oliveira

Local: Estádio do ABC (Foz do Iguaçu). Horário: 18h30. Árbitro: Rogério Menon da Silva. Assistentes: Antônio de Andrade e Ronald Welter.