O Paraná amargou a segunda derrota como visitante na Série B e soma, agora, três jogos sem vitória, já que vem de dois empates. Nesta sexta-feira (02), o Tricolor foi a Ribeirão Preto para encara o Botafogo-SP, pela 13ª rodada, sofreu um gol relâmpago no primeiro minuto de jogo e não conseguiu criar perigo ao adversário.

O jogo teve pênalti defendido por Alisson e paralisação de 21 minutos por conta de falta de luz em parte do estádio Santa Cruz.

Com o resultado o time se mantém na vice-liderança, mas pode ser ultrapassado por Ponte Preta, Chapecoense, América-MG e Juventude no complemento da rodada.

O próximo compromisso da equipe será diante do Náutico, na terça-feira (06), na Vila Capanema. Anteriormente, o Paraná empatou com o Brasil de Pelotas e a Chapeconse, respectivamente.

>> Veja como foi o jogo entre Botafogo-SP e Paraná

O time paranista foi a campo com duas baixas. Pelo segundo jogo consecutivo o zagueiro Fabrício desfalcou a equipe. O jogador trata uma lesão no joelho direito. Salazar, outro zagueiro que vem sendo peça importante do time, também foi vetado pelo departamento médico e desfalcou o time.

A bola rolou e não demorou para que os donos da casa abrissem o placar. Em cobrança de escanteio, Gilson mandou na área, Naldo desviou no primeiro pau e Rafinha mandou para o fundo das redes, de cabeça, ainda no primeiro minuto de jogo.

>> Blog do Cristian: Derrotado, Tricolor parece perto do limite

O Paraná até tentou reação e a melhor chance foi aos 10, com Jean Victor, pela esquerda. Sem poder ofensivo, o Tricolor sofreu e por pouco não levou o segundo. Aos 31, após cobrança de escanteio dos donos da casa, Jhony abriu o braço na área e o árbitro assinalou pênalti. Matheus Anjos, ex-Paraná, foi para a cobrança e mandou rasteiro no canto direito. Alisson caiu e tirou com o pé, salvando o Paraná.

>> Tabela e classificação da Série B

Na segunda etapa, O Paraná não conseguiu criar perigo. Com Renan Bressan muito bem marcado pelo volante Naldo, o Tricolor não teve poder de articulação no meio campo e as investidas pelas laterais não surtiram efeito.

Aos 22 minutos, um acontecimento inusitado. O jogo precisou ser interrompido, pois alguns refletores do estádio Santa Cruz pararam de funcionar. Um fusível de alta tensão queimou, mas logo foi substituído. Atletas esperaram 21 minutos até a partida ser retomada. Mesmo com as luzes funcionando, o Paraná não teve inspiração para buscar o placar.

É a segunda derrota do Paraná na competição fora de casa – a primeira foi para o Vitória na 6ª rodada -, a terceira na Segundona.

Ficha técnica

Série B
13ª rodada
02/10/2020

BOTAFOGO-SP 1X0 PARANÁ

Botafogo-SP: Darley; Val, Robson, Jordan e Gilson; Victor Bolt, Naldo (Ferreira) e Matheus Anjos (Bady); Ronald (Matheus Alessandro), Wellington Tanque e Rafinha(Luketa). Técnico: Claudinei Oliveira.

Paraná: Alisson; Paulo Henrique, Roberto, Hurtado e Jean Victor; Jhony Douglas (Léo Castro); Higor Meritão (Karl) e Renan Bressan; Andrey (Marcelo), Gabriel Pires (Michel) e Bruno Gomes. Técnico: Allan Aal.

Gol: Rafinha, 1′ do 1º(BOT).
Cartões amarelos: Gilson, Matheus Anjos, Luketa, Wellington Tanque (BOT); Paulo Henrique, Jhony Douglas, Alisson, Michel (no banco)(PRC).
Cartão Vermelho: Val (BOT)
Local: Estádio Santa Cruz – Ribeirão Preto – SP.
Árbitro: Wanderson Alves de Sousa (MG).
Assistentes: Felipe Alan Costa de Oliveira (MG) e Celso Luiz da Silva (MG).

+ Mais do Tricolor:

+ Eleições 2020: Quem são os boleiros candidatos a vereador?
+ Estádio vazio não tem feito a diferença para o Paraná


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?