O Paraná Clube precisa dar uma resposta imediata ao torcedor. Depois dos dois empates seguidos por 0x0, dentro de casa, e da inacreditável derrota para o Criciúma por 3×2, em Santa Catarina, o Tricolor recebe o Ceará neste sábado(30), às 19h, na Vila Capanema. A torcida paranista não vai aceitar outro resultado que não seja a vitória. Só que o adversário é dos mais duros. O Ceará é o atual vice-líder da Série B e vem embalado por uma vitória fora de casa contra o Vila Nova por 4×3.

O Tricolor está a quatro pontos do Atlético-GO, atual quarto colocado. Mais um motivo para conquistar os três pontos neste sábado, pois a distância para os quatro melhores não pode aumentar. Para alcançar a meta estabelecida pela comissão técnica e seguir na cola do G4, o Paraná precisa vencer o Ceará e também o Tupi, na última rodada do primeiro turno, dia 2 de agosto, em Minas Gerais. Se conseguir cumprir esta missão, o time do técnico Marcelo Martelotte chegaria aos 31 pontos, podendo fechar o turno dentro do G4.

Mas, acima de qualquer estratégia, o que o torcedor quer ver em campo é um time se entregando de corpo e alma. A incrível derrota para o Criciúma ainda não foi completamente digerida. Depois de estar vencendo por 2×0 até os 32 minutos do segundo tempo, o time conseguiu a proeza de tomar a virada em 15 minutos.

Se a equipe pretende contar com o apoio do torcedor, precisa dar o sangue contra o Ceará para reconquistar a confiança e fazer o torcedor voltar a acreditar que o acesso à primeira divisão ainda está nos planos do clube. Não há mais tempo e nem espaço para vacilos como o de Criciúma e a torcida também não tem mais paciência para aturar atuações abaixo da média.

Como a equipe há mais tempo disputando a Série B, o Paraná Clube sabe que esta virada de turno é muito importante e pode já determinar o rumo do final da temporada. Então é partir para cima do Ceará e fazer a alegria da torcida na Vila Capanema.