O zagueiro Brinner, que pertence ao Paraná Clube mas veste a camisa do Macaé na Série B, teria sido vítima de racismo na noite da última terça-feira, no Estádio Nabi Abi Chedid, em Bragança Paulista.

O defensor registou um Boletim de Ocorrência após a partida contra o Bragantino alegando ter sido chamado de macaco por torcedores do clube paulista no início do segundo tempo. O árbitro do confronto relatou o ocorrido na súmula.

Com isso, a tendência é que o Bragantino seja julgado pelo caso e possa ser punido com multas e a perda de mandos de campo, correndo o risco até de ser excluído da Série B do Campeonato Brasileiro.