O curitibano Adílson Batista, ex-zagueiro do Atlético, acertou a renovação de contrato com o Avaí e será por mais um ano o treinador da equipe catarinense. Após a boa campanha na segunda divisão do nacional, o profissional teve seu trabalho valorizado e continuará para o campeonato estadual e brasileiro da Série B, na próxima temporada. Ao lado do gerente de futebol, Rubens Minelli, ele espera dar um salto de qualidade no próximo ano e levar o clube para a primeira divisão.

“O Avaí foi bem no Brasileiro, se classificou na 19ª rodada, mas deu uma caída no final”, lamenta. Mesmo assim, Adílson considera vitorioso o trabalho realizado na capital de Santa Catarina. “Estamos (com Minelli) sempre conversando para errar o menos possível”, aponta. Além disso, ele elogia a mentalidade dos dirigentes avaianos. “Nós tivemos estrutura de time grande do começo ao fim da competição”, revela.

Para a próxima temporada, a meta é conquistar o Catarinense e subir o time para a Série A do Brasileirão. “Pela primeira vez depois de muito tempo, o Avaí manteve o técnico, manteve a base e já tem um trabalho encaminhado para o próximo ano”, diz. Segundo Adílson, dos titulares na Série B, nove deles ficarão na Ressacada e estarão presentes na próxima temporada.

O ex-zagueiro começou a carreira no Atlético em meados dos anos 80, passou por várias equipes no Brasil e exterior, entre elas Corinthians, Cruzeiro, Grêmio e Jubilo Iwata. Como técnico, Adílson começou no Mogi Mirim, ano passado, e ajudou a subir o clube da Série C para a Série B. No começo do ano, treinou o América/RN e foi campeão potiguar. Em meados deste ano, foi contratado pelo Avaí e acabou em quinto lugar na competição.