O objetivo é aproveitar o início da temporada para emplacar o primeiro pódio. Foi assim que ontem, na Churrascaria Napolitana da Arena, em Curitiba, o paranaense Wagner Ebrahim (Valorem/Transvalorem), da equipe Hot-Car, recebeu a imprensa da capital para um bate-papo informal.

Em sua segunda temporada completa na Stock Car V8, Wagner corre no domingo de olho no pódio. Ebrahim foi décimo na abertura do certame, em São Paulo, mas desta vez corre ?em casa? e quer dar este presente à torcida do Paraná. ?Na corrida de São Paulo larguei dos boxes e cheguei em décimo. Nosso desempenho mostrou o potencial da equipe. É viável sonhar com um resultado entre os três primeiros nesta prova?, antecipou Ebrahim, que soma seis pontos no campeonato. Mas Ebrahim está consciente de de que não será uma tarefa simples. Ele aposta mesmo é na regularidade e no trabalho para toda a temporada, uma vez que neste ano, diferente de 2004, ele fará toda a temporada pela Hot Car, do experiente Amadeo Rodrigues. ?Assinei com a equipe por um ano e o contrato prevê prorrogação por mais um?, conta Wagner.

Amadeu também se diz satisfeito com a contratação. ?O Wagner é um piloto que alia juventude com consistência. Apesar de ser novo, ele é bem centrado e demonstra maturidade e calma. Sabe passar as informações para os engenheiros e mecânicos?, diz Amadeo.

Misto

Largar entre os seis primeiros, ter um carro constante, conseguir boa performance e confiabilidade. Na opinião de Nonô Figueiredo essa é a fórmula ideal para se conseguir bons resultados na Stock Car V8. Em Interlagos, Nonô terminou na quarta colocação. Resultado que ele reconhece ter sido importante e sua melhor abertura de campeonato nos últimos anos. Agora, o piloto da RS Competições busca melhorar mais ainda no domingo, no Autódromo Internacional de Curitiba.

Bastante sincero, Nonô reconhece que seu carro tem de melhorar bastante para manter as primeiras colocações nas corridas e, até mesmo, brigar pela conquista do mais importante título. Ele demonstra confiança no bom trabalho da equipe.

Pelo título

Vencedor da primeira etapa da stock, em Interlagos, Cacá Bueno disse em entrevista que espera finalmente conquistar o seu primeiro título na categoria, após ter sido vice-campeão nos últimos dois anos.

Recuperação para a 111

Não marcar pontos na etapa de abertura da temporada da stock car deixou os integrantes da Scuderia 111 na luz de alerta para a segunda prova do ano, que será disputada domingo. O time parte para a capital paranaense com o objetivo de voltar ao grupo dos dez primeiros colocados, como aconteceu durante a pré-temporada e nos treinos livres para a primeira corrida do campeonato, em Interlagos (SP). ?Para tentar ganhar quatro décimos, fizemos algumas mudanças que não deram certo no dia da tomada de tempo e ficamos com uma posição muito difícil para largar, no fundo do grid. Mesmo assim, na corrida, meu carro estava muito bom, mostrando que voltamos ao caminho correto?, disse Luis Carreira Jr., piloto da equipe, que em apenas cinco voltas completadas fez trechos tão bons quanto o piloto que liderava a prova, Hoover Orsi.

Tom Stefani, companheiro de Luis Carreira Jr., fez seu retorno oficial ao automobilismo (não disputa uma temporada completa desde quando deixou a F-3 Sul-Americana, em 1998) e terminou a corrida, mas longe da zona de pontuação. A meta da dupla é fazer uma corrida de recuperação em Curitiba, depois da estréia complicada em Interlagos. Uma das vantagens desta prova é a sessão de treinos extras, marcada para amanhã.