Londrina recebe neste domingo, a sexta etapa do Campeonato Brasileiro de Pick-up Racing. A categoria, pioneira no mundo na utilização do Gás Natural Veicular (GNV) como combustível oficial de competição, volta ao Autódromo Internacional Ayrton Senna depois de três anos.

A corrida de Londrina está sendo encarada como uma revanche para os pilotos paranaenses. Nas últimas duas etapas, realizadas no mês passado, em Curitiba, os pilotos do Estado não conseguiram bons resultados, ficando de fora do pódio nas duas provas. "Foi complicado, pois a expectativa era conquistar resultados importantes em casa. Agora, temos que recuperar esse prejuízo em Londrina", diz o piloto Emerson Duda.

Duda é o melhor classificado entre os paranaenses, ocupando a sétima posição no campeonato, com 26 pontos. Além dele, representam o estado no campeonato os pilotos Kau Machado, Fabrício Lançoni e Milton Vianna. "Está sendo um ano complicado para nós, mas ainda temos condições de reverter isso. O Estado do Paraná está bem representado e tem grandes chances de comemorar uma vitória em Londrina", avisa Duda.

Mesmo correndo no Estado do Paraná, Duda acha que não existe vantagem para os pilotos do Estado nesta prova. "Faz tempo que não corremos aqui e as pick-ups mudaram muito nesses três anos. Buscar o acerto ideal será um grande desafio para todos", diz Duda. A última corrida realizada pela Pick-up Racing em Londrina foi no dia 28 de abril de 2002. Na época, os carros eram ainda movidos à gasolina.

A movimentação no Autódromo Ayrton Senna começa no sábado, com três treinos livres de 60 minutos às 9h, às 11h e às 13h. A tomada de tempos definindo o grid será às 15h30. No domingo, acontecerá o Warm-up na parte da manhã. A largada está prevista para as 14h, com transmissão ao vivo para todo Brasil pela Rede TV! e NSC.