O Toledo Colônia Work está perto de repetir a fama de bom anfitrião conquistada em 2009, quando liberou que atletas do São Paulo ganhassem experiência jogando o Paranaense com a camisa do Porco. Como o TCW foi rebaixado em 2010, a intenção é fornecer um “pacote completo” para auxiliar o Paranavaí no Estadual 2011.

Entre os quesitos da coirmandade pretendida pelo Toledo, o primeiro é o empréstimo do centro de treinamentos ao ACP. Assim o Vermelhinho do Fim da Linha poderia realizar sua pré-temporada visando o Paranaense na moderna casa do Porco.

No contrato também está previsto o “empréstimo” do técnico Rogério Perrô, que reside em Toledo e pretende levar a comissão técnica mais três jogadores do TCW para o ACP.

“Vai ser bom pra eles, que receberão os profissionais gratuitamente, e também pra nós. Economizamos na folha de pagamento e ainda teremos preferência de contratação de todo time pra Segundona”, afirma o presidente do Porco, Irno Picinini.

Para fechar o pacote, duas empresas ligadas ao esporte de Toledo querem patrocinar o Paranavaí. Uma delas é a Cervejaria Colônia, fundadora do TCW e que está presente no sobrenome do clube. A outra é a Móveis Romera, que também dá apoio financeiro ao futsal da cidade do oeste paranaense.

O diretor de futebol do Paranavaí, Lourival Furquin, afirma que a parceria pode ser confirmada até sexta-feira. “Está tudo bem adiantado. Temos uma amizade de muitos anos com o pessoal do Toledo. São pessoas honestas e que confiamos muito”, disse.

Para Irno, atitudes como essa enaltecem o fortalecimento do futebol do Paraná. “Temos que ser rivais apenas nas quatro linhas. Os próprios clubes da capital precisam olhar pro interior como parceiros. Mas não como foi feito por empresários ligados ao Coritiba, que forjaram uma maneira de tomar um jogador que revelamos”, ressalta.