paranaense

O primeiro Paratiba da temporada de 2018 colocará a frente dois times com realidades bem diferentes até agora na disputa do Campeonato Paranaense. O duelo de hoje, às 21h45, na Vila Capanema, que é o centésimo da história entre os dois clubes, terá objetivos distintos para Paraná Clube e Coritiba na disputa da Taça Caio Júnior. Enquanto o Coxa, campeão do primeiro turno, já está garantido na decisão do torneio e deve dar um descanso maior ao seu time titular em alguns jogos, o Tricolor, com apenas uma vitória neste ano, tenta ainda se afastar do perigo de rebaixamento da competição.

De quebra, o time paranista, depois de largar na Taça Caio Júnior com um empate em 2×2 diante do Cianorte, fora de casa, no último final de semana, vai buscar a classificação para a semifinal do segundo turno. Serão, na verdade, mais quatro partidas pela frente para que o Paraná Clube seja um semifinalista e, automaticamente, se afaste das últimas colocações da classificação geral do Paranaense.

O ano do Paraná, até agora, tem preocupado o torcedor. Justamente no ano que o Tricolor voltará a jogar a primeira divisão depois de amargar dez anos seguidos na Série B, o desempenho é pífio. As contratações não deram a resposta esperada e, faltando pouco mais de um mês para o início da Série A, o clube não tem um time formado e muito menos uma identidade nas suas atuações.

Mas clássico é sempre um jogo diferente. O Paraná, que já perdeu para o Atlético por 3×0, no primeiro turno do Paranaense, em plena Vila Capanema, quer construir, a partir deste duelo contra o Coritiba, um novo rumo na temporada. Será também a estreia dentro de casa do técnico Rogério Micale, que está tendo muito trabalho para dar uma nova cara ao time paranista.

Rogério Micale tem uma tarefa e tanto: arrumar a casa paranista. Foto: Daniel Caron
Rogério Micale tem uma tarefa e tanto: arrumar a casa paranista. Foto: Daniel Caron

A tarefa para o Paraná Clube não será fácil. Do outro lado está a garotada do Coritiba, que surpreendeu no primeiro turno e ficou com o título da Taça Dionísio Filho. O Verdão, na verdade, entra em campo diante do Tricolor em busca de recuperação no Campeonato Paranaense. Na largada da Taça Caio Júnior, o time alviverde foi goleado em casa pelo Maringá, mas atuou com um time todo reserva.

Para o clássico, o técnico Sandro Forner vai voltar a escalar o que tem de melhor. Os jogadores titulares, descansados depois de uma sequência desgastante de partidas pelo Estadual e pela Copa do Brasil, terão a missão de buscar a primeira vitória na segunda etapa do Campeonato Paranaense.

Sandro Forner sabe que o Coxa ficou devendo nos últimos jogos e precisa dar uma resposta. Foto: Hugo Harada
Sandro Forner sabe que o Coxa ficou devendo nos últimos jogos e precisa dar uma resposta. Foto: Hugo Harada

Diferentemente do Tricolor, o Coritiba, que voltará a disputar a segunda divisão em 2018, já está conseguindo dar uma cara à sua equipe para disputar a Série B. Com um time recheado de garotos e com poucas contratações realizadas, a diretoria do Verdão nunca escondeu que a prioridade seria a Segundona, a partir de abril, mas alguns garotos deram a resposta esperada e o clube já tem a vaga garantida na grande final do Estadual deste ano.

O duelo contra o Paraná será mais um teste de fogo para os comandados do técnico Sandro Forner. Vencer o clássico fora de casa manterá o Coritiba na briga pela vaga à semifinal do segundo turno. Já um tropeço diminuirá muito estas chances.

Confira a tabela e a classificação do Campeonato Paranaense!

Assim, com realidades bem diferentes até agora na temporada, Paraná Clube e Coritiba certamente farão um clássico quente na Vila Capanema. Quem for acompanhar o primeiro Paratiba de 2018 verá um jogo aberto e sabendo que o perdedor do duelo terá um caminho mais complicado na reta final da Taça Caio Júnior.

Ficha técnica

PARANAENSE
Taça Caio Júnior – 2ª Rodada

PARANÁ CLUBE x CORITIBA

Paraná
Richard; Alemão (Júnior), Neris, Rayan e Mansur; Leandro Vilela, Jhonny Lucas, Vitor Feijão, Carlos Eduardo e Marcelo Baez; Thiago Santos.
Técnico: Rogério Micale

Coritiba
Wilson; Marcos Moser, Thalisson Kelven, Romércio e Léo Andrade; Julio Rusch, João Paulo (Matheus Galdezani) e Thiago Lopes; Guilherme Parede, Iago e Alecsandro.
Técnico: Sandro Forner

Local: Durival Britto
Horário: 21h45
Árbitro: Paulo Roberto Alves Júnior
Assistentes: Victor Hugo Imazu dos Santos e Jefferson Cleiton Piva da Silva