Em entrevista à Rádio CBN Curitiba, na tarde desta segunda-feira (19), o governador do Estado do Paraná, Orlando Pessuti, descartou a parceria da Arena da Baixada com a Copel e praticamente garantiu a vinda da Copa 2014 ao Estádio do Atlético. Com base nisto, cresce a possibilidade da triangulação entre Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE), Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o clube paranaense.

Após o encontro com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em Brasília, a comitiva paranaense viaja para o Rio de Janeiro para viabilizar a negociação com o BNDES e BRDE. De acordo com o secretário especial para assuntos da Copa, Algaci Túlio, o Mundial de 2014 deverá mesmo ser no Estádio do Furacão.

“A Arena da Baixada está 98% garantida na Copa do Mundo de 2014”, disse Túlio, em entrevista à Rádio Band News. A parceria com a empresa Copel foi descartada pelos integrantes da comitiva paranaense. “Só iremos atrás da união em caso extremo. Por isto, praticamente descartamos a inclusão da Copel em investimentos no futebol. Não haverá dinheiro público investido nesta obra”, afirmou o secretário.