É verdade que Luis Fabiano vive um momento de tranquilidade no São Paulo, mas há poucos meses essa realidade era algo bem distante para ele. O atacante terminou 2013 sob desconfiança por causa de problemas físicos, falta de ritmo e poucos gols – tanto que acabou ofuscado por Aloísio. A maré negativa chegou a fazê-lo repensar seu futuro no clube.

“Às vezes, passa pela cabeça que uma mudança é o melhor caminho. Não posso negar que pensei nisso, que pudesse ser o melhor. Pretendia deixar a temporada começar para ver como seria, como iria me encontrar fisicamente, para tomar uma decisão. Conversando com meu empresário e a família, a gente decidiu que queríamos cumprir o contrato ou pelo menos jogar esse ano no São Paulo”, revelou Luis Fabiano, em entrevista coletiva nesta quinta-feira.

A relação de Luis Fabiano com a torcida sempre foi de amor e ódio desde sua primeira passagem pelo clube, em 2001. Na mesma medida em que os são-paulinos idolatram o jogador, as críticas pelos cartões fora de hora e ausência em momentos de decisão geram críticas ácidas por parte de alguns torcedores – nada que soe como novidade para ele.

“Minha vida aqui tem sido assim desde que cheguei. Às vezes, as coisas não dão certo e começam certos tipos de critica e desconfiança. Nunca duvidei da minha capacidade. Sempre soube que, quando conseguisse estar em forma legal, as coisas iriam voltar acontecer. Esquecer de jogar não esqueci. Futebol aqui é muito físico. Ano passado não tinha essa condição, estava meio fraco. Esse ano vai ser melhor que ano passado”, avisou o atacante.

Com os problemas deixados para trás, Luis Fabiano é o vice-artilheiro do Campeonato Paulista, com seis gols marcados. Ele também é o goleador máximo da equipe do São Paulo na temporada.