O atacante Alexandre Pato oficializou a desistência do processo que movia na Justiça do Trabalho contra Corinthians e São Paulo por atrasos no pagamento dos direitos de imagem. Nesta quarta-feira, o atacante entregou ao Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região o protocolo de petição de pedido de desistência e com isso o caso está encerrado.

O jogador pertence ao Corinthians, está emprestado ao São Paulo até o fim do ano e acionou a Justiça em junho para tentar rescindir o contrato com o clube do Parque São Jorge ao alegar o atraso de dez meses no pagamento, além de três meses sem receber do time do Morumbi.

Há duas semanas, o juiz André Eduardo Dorster Araujo, da 61ª Vara do Trabalho de São Paulo, havia negado ao atleta o pedido de tutela antecipada. A decisão manteve o jogador vinculado aos dois clubes. Depois disso, o advogado de Alexandre Pato decidiu que não continuaria com o processo. O caso tinha uma audiência marcada para o dia 3 de setembro.

Após acionar a Justiça, os clubes quitaram os débitos com o atacante. O Corinthians pagou R$ 4 milhões e o São Paulo, pouco mais de R$ 300 mil. A Agência Estado apurou que o time do Morumbi precisou recorrer a cheque de terceiros para resolver a pendência. Por mês Pato recebeu R$ 800 mil, valor dividido igualmente entre os clubes.

O jogador não deve continuar no futebol brasileiro ao fim da atual temporada e desperta o interesse de clubes europeus. Lazio e Galatasaray já se manifestaram, assim como o Benfica, de Portugal.