A presidente do Flamengo, Patrícia Amorim, não escondeu a empolgação pelo acerto com o nadador César Cielo nesta quarta-feira. A dirigente comemorou a chegada do campeão olímpico e mundial e deu detalhes sobre a negociação com o mais novo “imperador” do clube da Gávea.

“Ter mais um ‘imperador’ aqui é o máximo”, brincou a presidente, se referindo também ao atacante Adriano. “Isso me deixou até sem dormir. Para a realização total só falta ganhar a Libertadores e o Mundial com o futebol. Estou me dedicando muito. Penso sempre no Flamengo grande, vencedor, sempre ganhando títulos. E o que mantém essa paixão pelo clube viva é o ídolo”, declarou.

César Cielo acertou contrato com o Flamengo até dezembro deste ano. No entanto, a dirigente explicou que o projeto com o nadador se estende até 2016. “Escolhemos assim para deixar o atleta confortável e para não ir contra nosso orçamento, que é anual”, comentou.

Em relação à negociação com o atleta, Patrícia garantiu que chegou ao acerto graças ao comprometimento do clube. “Podemos não ter a condição financeira de outros clubes, mas temos credibilidade, pessoas competentes e um projeto bom”.

“O pai do Cielo me disse que, durante as nossas conversas, muita gente ligava para ele e dizia que não íamos pagar. No entanto, ele retrucava com a seguinte frase: ‘Existem dois tipos de pessoas. Em quem confiamos e em quem não confiamos’. Ele confiou na gente”, contou.

Para a presidente, o contrato com Cielo é sua maior conquista no comando do clube. “Esse, talvez, tenha sido meu maior esforço como presidente do Flamengo. Tive que contagiar a todos aqui para não desistirem. Senti que o Cielo queria. Quando o atleta quer, basta que nos esforcemos para fazer acontecer. Ele merece essa dedicação. A escolha foi dele. Ele optou pelo bom ambiente e pela palavra franca. É uma coisa que está além do dinheiro”.

A chegada de Cielo, acredita Patrícia, impulsionará a base do Flamengo. “Para a nossa base muda tudo. Mesmo sem estar presente no dia a dia do clube, o fato do Cielo ser atleta do clube mostra que temos diferencial e estrutura. Essa é a mensagem que passamos para os atletas da base”, explicou.