São Paulo – Depois de 14 anos, desde a final entre Bragantino e Novorizontino, o campeonato paulista não terá um dos quatro grandes times na decisão do título. Ontem, o Paulista venceu o Palmeiras nos pênaltis, em um jogo emocionante, e garantiu vaga na final contra o São Caetano. Os dois jogos decisivos serão nos próximos dois domingos, no Estádio do Pacaembu.

Galego abriu o placar para o Paulista logo aos 7 minutos. Pouco depois, João Paulo ampliou a vantagem. Ainda no primeiro tempo o artilheiro Vágner Love diminuiu para o Palmeiras. No segundo tempo, Davi aumentou a agonia palmeirense. Mas Élson, de pênalti, e Pedrinho, aos 49, empataram a partida. Na decisão por pênaltis, o zagueiro Nem desperdiçou a cobrança e colocou o Paulista na final contra o São Caetano.

Ficha técnica:

Gols: Galego aos 7, João Paulo aos 15 e Vágner Love aos 40 minutos do primeiro tempo; Davi aos 37, Élson (pênalti) aos 40 e Pedrinho aos 49 do segundo.

Nos pênaltis: Danilo, Amaral, Galego e Asprilla (Paulista); Pedrinho, Muñoz e Vágner Love para o Palmeiras.

Paulista: Márcio; Lucas, Danilo, Asprilla e Galego; Umberto, Alemão, Canindé e Aílton (Amaral); João Paulo (Fábio Mello) e Izaías (Davi). Técnico: Zetti.

Palmeiras: Marcos; Baiano (Rafael Marques), Nem, Leonardo e Lúcio; Correia, Diego Souza (Élson), Magrão e Pedrinho; Muñoz e Vágner Love. Técnico: Jair Picerni.

Renda e público: não divulgados.