Belém (AE) – O atacante Zé Augusto foi o grande responsável pela permanência do Paysandu na Primeira Divisão ao fazer um gol quando o time levava sufoco do adversário no segundo tempo e, aos 47 minutos, cavar o pênalti que fechou de vez o caixão do Guarani, rebaixado à Série B. No final da partida, mais de 45 mil torcedores que lotaram o Mangueirão, gritaram o nome do jogador, na vitória por 4 a 2.

O Guarani valorizou a vitória do Papão, lutando até o final da partida e sempre buscando o gol. Não deu. O Paysandu soube aproveitar as falhas da zaga paulista, marcando os gols na hora certa.

O primeiro tempo foi equilibrado até nos erros dos dois times. Júlio Santos, aos 24, de cabeça, aproveitou um escanteio cobrado por Alonso e fez 1 a 0 para o Paysandu. Na fase final, aos 15, Balão, que havia acabado de entrar no lugar de Leonardo, pegou a bola pelo lado esquerdo da área e chutou forte para as redes de Jean: 2 a 0.

Sem se intimidar, os paulistas deram a saída, foram ao ataque e Harrison, aos 16, aproveitou um cruzamento de Patrick, chutando forte no canto direito de Alexandre Fávaro: 2 a 1. Sempre infernal, Zé Augusto chutou uma bola na trave, em jogada brilhante aos 32. Aos 43, o mesmo Zé Augusto aproveitou um passe da linha de fundo de Balão e estufou as redes: 3 a 1.

Aos 46, Juninho foi esperto, aproveitou bobeira da zaga paraense e descontou, fazendo o segundo do Guarani. Sob os gritos da torcida, Zé Augusto invadiu a área, driblou a zaga campineira e sofreu pênalti: Lecheva conferiu, jogando o Guarani para a Segunda Divisão.

Ficha Técnica

Paysandu: Alexandre Fávaro; Maurinho, Flávio Tanajura, Alex Pinho e Alonso; Júlio Santos, Sandro, Alexandre (Jairo), Jobson (Lecheva); Zé Augusto e Leonardo (Balão). Técnico: Sinomar Naves.

Guarani: Jean; Simão, João Leonardo, Juninho e Patrick; Marcos Paulo, Careca (Adriano), Harrison, Sandro Hiroshi (William); Catatau (Léo) e Roncato; Técnico: Jair Picerni.

Gols: Júlio Santos, aos 24 do 1o tempo; Balão, aos 15; Harrison, aos 16, Zé Augusto, aos 43; Juninho, aos 46 e Lecheva, aos 47.

Árbitro: Leonardo Gaciba da Silva (RS)

Cartões Amarelos: Careca, Júlio Santos, Alonso, Juninho, Alexandre, Patrick, Lecheva e Simão.

Público e Renda: não fornecidos

Local: Mangueirão