O paulista de Rincão, Carlos Henrique Ribeiro, de 40 anos, traçou um objetivo para seu futuro próximo: ele quer ver seu nome registrado no Livro dos Recordes (Guinnes Book) como sendo o brasileiro com maior número de quilômetros rodados sobre uma bicicleta.

O desafio sobre pedais começou no último dia 16 de agosto, de Jardim, no Mato Grosso do Sul, quando partiu de Campo Grande, cidade sob a qual carrega a bandeira e onde mora desde 1982, para onde se transferiu. Com o apoio da rede de escolas de informática Microlins, ele vem desbravando o Brasil, chegou a Curitiba na última quinta-feira à noite e tem como roteiro ir ao Chuí, no extremo sul do Brasil, passando pelos estados do Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul, para então subir, rumo ao Oiapoque, no Estado do Amazonas, usando como percurso o litoral brasileiro – ou o mais próximo possível disso.

Para alcançar a marca, Carlos Henrique usa como “ferramentas” declarações das prefeituras das cidades por onde passa e registra sua passagem também através de veículos de mídia impressa. Ao todo, ele vai vencer, até daqui um ano, cerca de doze mil quilômetros – depois de chegar ao Oiapoque, voltará a Jardim, a 280 km a Oeste de Campo Grande (MS).

“O tempo estimado foi calculado levando em consideração os possíveis contratempos no meio do percurso”, revela o ciclista solitário, que ganha de seu patrocinador hospedagem e alimentação. “Mas ainda falta um outro patrocinador para que possa custear a manutenção da bicicleta, roupas e outras necessidades básicas”, pondera Ribeiro.

O aventureiro tem experiência para vencer o desafio a que se propôs: no ano passado, ele cruzou dez estados brasileiros, numa viagem de aproximadamente 16 mil quilômetros. Neste última viagem, no entanto, Carlos não fez registros necessários para entrar no Livro dos Recordes e o objetivo foi “carregar a bandeira da campanha contra a violência nas estradas do Brasil”, explica o viajante. Na viagem de 2003, ele passou por mais de 200 cidades do Brasil e, na oportunidade, em passagem por Brasília, Carlos Henrique visitou o ministro dos Esportes, Agnelo Queiroz, e também foi recebido no Planalto pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva. “Eles foram muito simpáticos ao me receber e entender o objetivo de lutar contra a violência nas estradas”, afirma o ciclista, que revela como seu maior problema é vencer a falta de conservação das rodovias brasileiras. “Apesar de correr riscos de assaltos, o que mais me incomoda são as estradas ruins.” Mas ele conta que em suas andanças, pode perceber que o povo brasileiro é muito solidário. “A maioria das cidades me recebe bem e tanto pessoas quanto autoridades acabam me ajudando de alguma forma”, finaliza Carlos Henrique, que deve deixar a capital paranaense na manhã de hoje, seguindo em direção a Santa Catarina.

Para quem quiser enviar mensagens de incentivo a Carlos Henrique, o endereço eletrônico dele é ciclistaapaixonado@yahoo.com.br.