Allan Costa Pinto
Dr. Ewaldo Wachelke, membro do TEJD, premiou a equipe do Caramuru/SOS Sul Resgate.

O sucesso do 38.º Campeonato Paranaense de Futebol de Pelada – o Peladão/Tribuna do Paraná – foi possível, também, graças aos trabalhos de grande valia que foram realizados dentro e fora do campo pelos técnicos das equipes e pelo nosso quadro de árbitros, ao comando de Jorge Luiz Cardoso, chefe da comissão de campo. Nossas homenagens e agradecimentos vão hoje para os seguintes técnicos, todos homenageados com medalhões de ouro – Heitor Gustavo Kunné, do Esquadrão Agmuc; Izequiel Jeremias Araújo, do Jaborá (campeão Feminino); Ademir de Oliveira (bicampeão Mirim), e Wanderley J. Francisco (Do All FC); medalhões de prata (vice-campeões) – Walter Determan (Canto do Rio); Marins Sampaio (Torpedo -Feminino); Édson Luiz dos Reis (Canto do Rio), e Christian Korgut (Complexo de Ensino Superior UniBrasil).

Allan Costa Pinto
O garoto Richard J. da Silva, revelação do ano (Do All FC – Mirim), recebeu uma chuteira de ouro das mãos da jornalista Mary Schaffer.

Nossas homenagens, também, aos árbitros, aos quais foram outorgados cartões de alpaca: Miguel Lourival Tortura, Nílson Camargo, Amílton dos Santos, Jair Aleixo de Paula, Antônio Marcos da Costa, Roberto Amaral, Paulo Roberto Marques, Carlos César, Renato dos Santos, Francisco Gatto Filho e Rudnei Amaral.






Destaques ouro e prata

Allan Costa Pinto
Vera Pimentel, da diretoria do GPP, entregando o troféu Editora O Estado do Paraná ao Canto do Rio, vice-campeão geral de 2007.

Como todo e qualquer evento esportivo, em especial o futebol, ao término da competição aparecem e são destacados valores especiais, como craque, artilheiro, revelação, etc., o mesmo acontecendo com os dirigentes mais dinâmicos. Isso também acontece no Peladão/Tribuna.

Na temporada deste ano, esses valores foram agraciados com chuteiras e bolas de ouro. Confira.

Bola de ouro

Atleta símbolo – Francisco Stronach, Canto do Rio (Veteranos); craque Feminino – Daiane Moreti, do Torpedo FC; goleiro do ano – Vílson A. Stempinhaki, do Agmuc.

Allan Costa Pinto
O garoto Matheus Catalino, do CES UniBrasil, revelação das categorias menores, recebendo chuteira de ouro do jornalista Mussa José Assis, diretor de O Estado do Paraná.

Chuteiras de ouro

Artilheiro do ano – Antônio A. Lima, do Jardim Icaraí (34 gols); revelação menores – Richard J. da Silva, do Do All FC (Mirim); revelação menores – Matheus Catalino, do UniBrasil (Mirim); craque menores -Alexsander de Souza, do Canto do Rio (Infantil).

Amanhã tem mais.