Dois ilustres santistas, Pelé e Geraldo Alckmin, estão confiantes na conquista do título brasileiro pelo Santos, domingo, contra o Corinthians. Eles se encontraram ontem, no Palácio dos Bandeirantes, quando o ex-jogador foi conversar com o governador de São Paulo sobre o convênio entre o governo paulista e a prefeitura de Santos para financiar a construção do Museu Pelé.

“O Santos empatando, está bom, porque aí a gente ganha o campeonato”, brincou Pelé, ao lembrar que o seu time tem a vantagem de poder até perder por 1 gol de diferença, pois venceu o primeiro jogo da final por 2 a 0. “Dentro das condições normais, é difícil acreditar que o Corinthians possa reverter a situação”, afirmou o ex-jogador, sem querer arriscar um placar.

Alckmin também não quis dar um palpite. Disse que vai ver o jogo em casa, apesar de ser vizinho do estádio do Morumbi. “Os deuses do futebol são justos. O Corinthians já ganhou dois títulos (Torneio Rio-SP e Copa do Brasil), agora é a vez dos meninos da Vila Belmiro”, disse o governador, santista assim como o seu antecessor no cargo, Mário Covas.

Pelé admitiu que a conquista do título pelo Santos seria “um presente de Natal” para ele. Principalmente, porque viu de perto quando alguns dos jovens talentos como Diego e Robinho começaram a jogar na Vila Belmiro – o ex-jogador chegou a comandar as categorias de base do clube.

Apesar do otimismo, Pelé alertou o time do técnico Leão. Para isso, lembrou da semifinal do Campeonato Brasileiro de 1995, quando o Santos precisava derrotar o Fluminense por 4 gols de diferença para disputar o título contra o Botafogo e acabou conseguindo a vaga, mesmo entrando em campo desacreditado. “Tem de respeitar, tem de tomar cuidado, porque o Corinthians é uma equipe com experiência, com garra, tem sua torcida”.

Perguntado se iria falar com os jogadores santistas antes da partida, Pelé disse que não. “Os jogadores estão bem amadurecidos para a final”, avaliou o ex-jogador, reconhecidamente o maior algoz da história do Corinthians. Ele também confessou que ainda não sabe se vai ver o jogo no estádio.