Pelé teve alta, na tarde desta segunda-feira, do hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde passou sete dias internado e foi submetido a uma cirurgia na coluna. O ex-jogador, de 74 anos, precisou ser submetido ao procedimento por causa da pressão de uma vértebra em um nervo, que tinha como consequência fortes dores na perna.

O Rei do Futebol internou-se no Albert Einstein em 13 de julho e no dia seguinte passou pela cirurgia, que estava programada, para a descompressão de raiz nervosa (estenose foraminal) em sua coluna lombar. A alta já estava prevista foi confirmada, uma vez que o quadro clínico do paciente evoluiu positivamente no pós-operatório.

“O Hospital Israelita Albert Einstein informa que o paciente Edson Arantes do Nascimento (Pelé) recebeu alta hospitalar no dia de hoje”, divulgou o hospital, por meio de boletim, na tarde desta segunda-feira. “O paciente deixou o hospital às 16h”. Ele estava sorridente e estava acompanhado de sua namorada, Márcia Cibele Aoki.

Foi a segunda internação de Pelé em dois meses. No início de maio, ele passou cinco dias no mesmo hospital por conta de uma hiperplasia na próstata. O ex-jogador passou por exames, que constataram que o problema era benigno, sem incidência de tumores. Foi, então, operado para evitar uma nova infecção urinária, que já o levara ao hospital no fim de 2014 – na época ficou internado durante 16 dias.