O Peñarol ficou decepcionado com o empate por 0 a 0 com o Santos, quarta-feira, em Montevidéu, na primeira partida da final da Libertadores. A equipe uruguaia avaliou que o resultado foi melhor para o time paulista, que disputará a decisão no Estádio do Pacaembu, em São Paulo, na próxima semana. O vencedor da partida ficará com o título continental, que será definida na prorrogação ou na disputa de pênaltis em caso de empate.

“Esperávamos ganhar, nos preparamos para isso. Era o que queríamos, mas não aconteceu”, disse Diego Aguirre, técnico do Peñarol. “Não pudemos superar o Santos no jogo e, nesse sentido, acho que o empate foi bom”, completou o técnico, que apontou o time brasileiro como favorito ao título. “Conseguiu um grande resultado e suponho que estejam satisfeitos”.

Mas Aguirre manteve as esperanças de título. “Só terminou o primeiro tempo desta final e o segundo se define em São Paulo. Estamos com a série aberta e muita expectativa”, comentou o técnico, que lembrou os bons resultados obtidos como visitantes nesta Libertadores. “Fora nós temos ido bem e conseguimos os objetivos jogando como visitantes. Já superamos muitas vezes a lógica”.

“Não estou feliz com o resultado”, disse o goleiro Sebastián Sosa, que fez várias defesas, sendo a principal delas no início do segundo tempo, em finalização de Zé Eduardo na grande área após passe de Neymar. “Logicamente que aqui como mandantes temos que fazer a diferença, mas sabemos que esta equipe conseguiu bons resultados fora. Está aberto”, completou.

Sosa avaliou que o Peñarol foi superior ao Santos e merecia ter conquistado a vitória. “Em alguns momentos, os colocamos dentro do seu gol. Creio que, claramente, quem mereceu ganhar fomos nós, porque tivemos três ou quatro chances claras de gol”, destacou.

Com opinião parecida, o atacante Alejandro Martinuccio considerou o resultado da partida injusta. “Jogamos muito bem, com uma proposta muito boa, mas não pudemos [ganhar]”, disse, lamentando as oportunidades perdidas. “Tomara que no Brasil possamos fazer alguma, porque a verdade é que ganhar a Libertadores é um sonho”.

Martinuccio espera que o Peñarol tenha a mesma postura de quarta-feira no Pacaembu. “Tomara que a partida lá seja parecida com esta, porque o Peñarol dominou, criou muito mais chances de gol”, afirmou. “Creio que eles serão fortes lá, mas nós somos Peñarol e vamos tentar ganhar como visitantes”.