Após conquistar a primeira medalha para o Brasil, com o bronze de Yane Marques, nos Jogos Olímpicos de Londres, em 2012, o pentatlo moderno recebe mais apoio e o Ministério do Esporte confirmou o convênio com a Confederação brasileira de Pentatlo Moderno (CBPM), que disponibilizará a quantia de R$ 1,6 milhão para ajudar na prática esportiva em 2013.

Com o valor, já foi possível realizar uma etapa da Copa do Mundo no Centro Nacional de Pentatlo Moderno do Complexo Esportivo de Deodoro, no Rio de Janeiro, em março. Para o ciclo pré-olímpico, a intenção é de que continue sendo realizadas competições internacionais da modalidade no local, que foi criado para o Pan-americano, em 2007, e é atualmente mantido pelo Ministério do Esporte e o Exército.

Neste ano, a competição em território brasileiro atraiu 135 pentatletas de 36 países e contou com uma grande estrutura. Segundo a União Internacional de Pentatlo Moderono (UIPM), a intenção é que o local faça parte do calendário oficial da competição até as Olimpíadas. Em 2015, a final do Mundial também pode ser realizada no Rio.