Uma semana antes do esperado retorno ao tênis, Rafael Nadal admitiu que ainda sente dores no joelho esquerdo. O espanhol vai voltar a jogar no Torneio de Viña del Mar, no Chile, previsto para começar no dia 4 de fevereiro. Depois, participará do Brasil Open, em São Paulo, e do Torneio de Acapulco, no México.

Nesta quarta-feira, Nadal afirmou que já está recuperado do problema no joelho, que o afastou por longo período do tênis, mas reconheceu que ainda sente algum incômodo. A última vez que o espanhol entrou em quadra foi em Wimbledon, em 28 de junho de 2012, quando foi eliminado por Lukas Rosol.

“O joelho, em comparação com cinco, quatro meses, agora está infinitamente melhor em termos de imagem. Continua me incomodando alguns dias, por isso é evidente que preciso de tempo para seguir readaptando o joelho ao nível de competição”, declarou Nadal.

 

Assim, o espanhol garantiu que não está preocupado com os resultados nesse começo. “Algum dia tinha que começar. Começo aqui no Chile com a máxima esperança de competir e depois sem a necessidade neste caso de ter que fazer bons resultados desde o começo”, afirmou. “Estou consciente que vai ser um processo mais lento do que o habitual e a única coisa que espero é que o joelho me permita entrar e competir como gostaria”.

 

Com a lesão no joelho, Nadal ficou afastado de importantes torneios nos últimos meses, incluindo os Jogos Olímpicos de Londres e o US Open, ambos em 2012, e o Aberto da Austrália, neste ano. Por isso, ele está feliz com o seu retorno.

“Estou contente por voltar a uma competição”, assinalou. “Nas próximas três semanas verei se posso aguentar a dor no joelho e se consigo jogar esses três torneios seguidos, creio que as coisas vão ser boas para mim, porque vou ter três semanas para me preparar para o resto da temporada”, disse.