A euforia demonstrada pelo técnico Diego Maradona após a classificação da Argentina à Copa do Mundo do ano que vem, que veio com a vitória por 1 a 0 sobre o Uruguai, na noite desta quarta-feira, não foi compartilhada por um de seus principais jogadores. Após o triunfo em Montevidéu, o meia Juan Sebastián Verón se manteve pessimista e chegou a afirmar que a Argentina não é um time.

“Em termos de jogadores nós temos uns dos melhores, mas nós não somos um time”, disse o experiente jogador, de 34 anos. Apesar de ter voltado à seleção graças a Maradona, após um período longe das convocações, Verón é um dos maiores críticos do atual momento da Argentina. O meia não poupou nem Júlio Grondona, presidente da Associação de Futebol Argentino (AFA).

“Não há nada para comemorar. Do Grondona para baixo, está tudo ruim”, criticou. “Nós sofremos, nós aguentamos lá dentro (do campo) e no final fomos capazes de vencer, mas nós temos muito espaço para melhorar. Agora, o técnico pode ter o tempo que precisa para corrigir o que tem de ser corrigido e reunir um time para a Copa do Mundo.”

Com a vitória sobre o Uruguai, a Argentina terminou na quarta posição das Eliminatórias Sul-Americanas, conquistando uma vaga direta na África do Sul. Os uruguaios, por sua vez, ficaram na quinta colocação e terão de disputar a repescagem contra a Costa Rica para definir mais um classificado à Copa.