São Paulo – Entre Petrobras e Petrobras Distribuidora, a estatal investirá R$ 72 milhões no esporte em 2007, fora os R$ 60 milhões destinados exclusivamente aos Jogos Pan-Americanos do Rio, em julho. Serão contemplados Fórmula 1 (com a equipe Williams), Stock Car, Fórmula Truck, kart, baja, motos e rali. Mais: handebol, surfe e tênis, além do futebol. O anúncio foi feito em São Paulo.

A principal novidade para o automobilismo brasileiro é a mudança no tipo de combustível. A companhia vai desenvolver e fornecer, para todas as categorias da Stock Car (V8, Light e Júnior), uma gasolina especial sem chumbo e

com baixo teor de enxofre, diferente da gasolina de aviação (GAV), utilizada até então. Já na Fórmula Truck, será testado o biodiesel, com o objetivo de adotá-lo durante a temporada.

?A idéia é conciliar o desempenho, a durabilidade do motor e as condições ambientais?, afirma Luiz Fernando Melnicke, gerente de Planejamento da Comunicação da empresa. ?O fornecimento do mesmo combustível para toda a categoria oferece igualdade de condições às equipes?, diz Carlos Col, presidente da empresa que administra a categoria, durante a cerimônia.

Além desse investimento no esporte a motor e no Pan, a empresa confirmou ainda que manterá a Copa Petrobras de Tênis, torneio que faz parte da série challenger na América Latina.