A crise no futebol sérvio com a não classificação para a Eurocopa de 2012 aumenta a cada dia. Nesta sexta-feira, a Federação Sérvia de Futebol anunciou que Vladimir Petrovic não é mais técnico da seleção do país. Ele pediu demissão após a derrota para a Eslovênia, na última terça, que decretou a queda da equipe ainda na Eliminatórias, sem sequer chegar à repescagem.

O que deixou a torcida sérvia inconformada foi a forma como a equipe foi eliminada. A seleção precisava apenas de uma vitória diante da Eslovênia, que não tinha mais chances de classificação, para se garantir na repescagem. No entanto, acabou perdendo por 1 a 0 e deixou a vaga nas mãos da Estônia, que sequer atuou na rodada – a Itália, líder deste grupo, garantiu-se diretamente na Eurocopa.

Por conta desta derrota, na última quarta-feira, o meia Stankovic, da Inter de Milão, anunciou que não atuaria mais com a camisa da Sérvia, enquanto o zagueiro Vidic, do Manchester United, deu a entender que seguirá o mesmo caminho.

Petrovic havia assumido o comando da seleção no ano passado, após as duas primeiras partidas nas Eliminatórias para a Eurocopa. O ex-meio-campista do Arsenal substituiu Radomir Antic, que foi o técnico da Sérvia na Copa do Mundo de 2010, na África do Sul.