Depois de passar um dia como torcedor, agitando as arquibancadas do Foro Itálico, o norte-americano Michael Phelps voltou à piscina nesta sexta-feira. E, pelo que se viu nas eliminatórias dos 100 metros borboleta, ele terá trabalho para alcançar sua terceira medalha de ouro no Mundial de Esportes Aquáticos de Roma.

Phelps ficou com o segundo tempo das eliminatórias, com 50s90, mesma marca do compatriota Tyler McGill. O problema, contudo, é o nome do primeiro colocado: Milorad Cavic, o sérvio que quase estragou a festa do norte-americano, nesta mesma prova, na Olimpíada de Pequim.

Cavic completou sua série em 50s56, alcançando de longe o melhor tempo da primeira fase de disputa. As semifinais acontecem ainda nesta sexta, com o sérvio ávido por devolver a derrota que sofreu nos Jogos Olímpicos – perdeu por apenas 0s01, depois de errar na chegada.

O brasileiro Gabriel Mangabeira teve bom desempenho nas eliminatórias e avançou à semifinal em sexto, com 51s11. Kaio Márcio, outro representante do País na prova, ficou fora, em 29º, com 52s14.