Nelsinho Piquet foi demitido pela Renault nesta segunda-feira (3). O brasileiro divulgou a decisão em um comunicado enviado à imprensa, escrito por ele. O piloto lamentou a decisão e agradeceu a algumas pessoas que trabalham na equipe, mas disse estar aliviado por “ter chegado o fim do pior período da minha história profissional.”

Na nota, Nelsinho afirma: “Recebi um comunicado da equipe Renault referente a descontinuidade do meu trabalho como piloto oficial na atual temporada de Fórmula 1. Não quero deixar de agradecer àquele pequeno grupo que me deu apoio e trabalhou diretamente comigo na Renault, mas, obviamente, fiquei bastante desapontado ao receber esta notícia. No entanto, sinto também uma sensação de alívio por ter chegado o fim do pior período da minha história”.

Ele declarou também que quer recomeçar sua carreira na Fórmula 1 e criticou o chefe da Renault, Flavio Briatore, que, segundo o piloto, o colocou sobre intensa pressão nas duas temporadas em que correu pela equipe francesa.

“Poderei, agora, recomeçar o desafio de colocar minha carreira de volta no caminho certo, e recuperar a minha reputação de piloto rápido e vencedor. Sempre soube trabalhar em equipe e existem dezenas de pessoas com quem trabalhei em minha carreira e que podem atestar meu caráter e talento, exceto, infelizmente, a pessoa que teve mais influência sobre a minha carreira na Fórmula 1”, diz o piloto