A decisão dos organizadores da etapa de São Paulo da Fórmula Indy de adiar o treino classificatório para a manhã de domingo foi aprovada pelos pilotos, que criticaram muito as condições da pista durante os treinos livres realizados neste sábado. Além dos problemas com as ondulações no circuito de rua, a falta de aderência na reta do Sambódromo impediu a melhor performance dos carros e provocou risco à segurança.

“Foi certa a decisão de mudar a classificação. Eu fui, inclusive, uma das vítimas. Parecia que andávamos no gelo. Tenho que andar o máximo possível amanhã (domingo). A pista vai estar diferente”, afirmou a brasileira Bia Figueiredo, que faz a sua estreia na Fórmula Indy nesta etapa de São Paulo e chegou a bater o carro na segunda sessão do dia – ela terminou com o penúltimo tempo deste sábado.

O também brasileiro Raphael Mattos, que foi o melhor estreante da Indy em 2009, disse que o circuito de rua do Anhembi ainda precisa melhorar muito para ser uma das grandes pistas da categoria. “Ainda bem que mudaram o treino, porque deu a oportunidade de mudar pista. O Anhembi tem chance de ser uma grande pista no calendário da Indy, mas tem que pensar primeiro na segurança”, disse.

Até mesmo o piloto mais rápido nos treinos livres deste sábado concordou com o adiamento da sessão de classificação para domingo. “Gostei, acho que foi uma ótima decisão fazer a qualificação amanhã (domingo), porque vai dar chance para melhorar a pista”, comentou o australiano Will Power.