O desempenho de Nelsinho Piquet em sua primeira temporada na Fórmula 1 rendeu elogios do chefe ao brasileiro. O italiano Flávio Briatore, que comanda a Renault, afirmou que o piloto encontrou-se durante o Mundial, e previu ainda mais evolução.

“Sem dúvidas ele teve um início difícil, mas também vimos isso com o [Heikki] Kovalainen no ano passado. A primeira temporada é sempre muito difícil para pilotos jovens, mas eles costumam evoluir ao longo do ano. A corrida dele na Alemanha foi fantástica e deu uma mostra de seu talento”, disse Briatore, em entrevista ao site oficial da categoria.

Em Hockenheim, o brasileiro terminou na 2.ª colocação, depois de liderar parte da prova. Mas o bom desempenho e a evolução alardeada por Briatore ainda não foram suficientes para garantir uma vaga na equipe no próximo ano.

“Só vamos anunciar os pilotos de 2009 entre o fim desta temporada e o início da próxima”, disse Briatore. Fernando Alonso, principal nome da equipe, tem propostas de Honda e BMW para trocar de escuderia. No treino livre de ontem, em Monza, na Itália, Nelsinho rodou e parou na caixa de brita.