Convidado pela organização do International GT Open, Nelsinho Piquet fez bonito e venceu uma das provas programadas para Barcelona. O piloto correu em parceria com o português Álvaro Parente.

Trata-se do fim de um jejum de quatro anos do piloto na Europa em uma categoria que não fosse o kart – a última vez que o filho do tricampeão mundial Nelson Piquet havia subido no ponto mais alto do pódio no continente era em agosto de 2006, ainda pela GP2.

Na etapa da Alemanha da Fórmula 1 em 2008, Nelsinho ficou perto do feito e chegou em segundo lugar. Porém, com maus resultados, ele foi demitido da Renault no meio da temporada seguinte e se envolveu em uma grande polêmica ao revelar que bateu de propósito no GP de Cingapura de 2008 para beneficiar Fernando Alonso.