O presidente da Uefa, Michel Platini, afirmou acreditar que o futebol pode desempenhar um importante papel dentro do processo de restabelecimento da paz no Oriente Médio. O ex-jogador francês, que dirige a entidade controladora do futebol europeu, debateu o assunto durante uma visita, nesta terça-feira, a Jerusalém, onde disse que o futebol promove a “paz, a tolerância e a amizade”.

Platini fez a afirmação durante um encontro com o presidente de Israel, Shimon Peres, que é um ávido fã de esportes e que ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 1994. O presidente da Uefa lembrou nesta terça-feira de um outro encontro com Peres em 2006, em Sevilha, na Espanha, onde os dois líderes conseguiram organizar um amistoso entre um time formado por jogadores de Israel e Palestina contra uma equipe espanhola.

Durante a reunião desta terça-feira, Platini e Peres discutiram como o futebol pode funcionar como uma ponte para a promoção da paz entre as comunidades ao redor do mundo.