O clássico entre Atlético e Paraná, pelo primeiro duelo das quartas de final do Campeonato Paranaense, não acontecerá no Ecoestádio Janguito Malucelli, de acordo com a vontade da Polícia Militar. O Chefe da Seção de Planejamento do 13º Batalhão da Polícia Militar (13º BPM), major Manoel Jorge dos Santos Neto, garantiu que o clássico envolvendo tricolores e rubro-negros não vai acontecer no Janguitão e que o comunicado já foi feito junto a Promotoria de Justiça de Defesa do Consumidor do Ministério Público do Paraná.

“O clássico não será no Ecoestádio. Nós já oficializamos no Ministério Público que não referendamos o estádio como local adequado para abrigar um jogo dessa magnitude. O Atlético, como aconteceu no ano passado, não colocou arquibancadas tubulares e isso inviabiliza a quantidade de torcedores que o clássico acaba absorvendo. É uma partida muito mais importante daquela realizada no ano passado e levará um fluxo de pessoas muito grande e o local não é o adequado”, frisou o major.

Além da preocupação com a restrição de público e com os acessos, a mobilização de policiais militares para trabalhar na segurança da partida, que se fosse realizada no Ecoestádio poderia abrigar somente 3.150 pessoas de acordo com o Corpo de Bombeiros, seria a mesma de uma final de Campeonato Paranaense realizada no Couto Pereira para 35 mil torcedores. “Tivemos a experiência do ano passado. Não houve problema, mas muita preocupação. Para o número de torcedores, teríamos que mobilizar uma quantidade alta que serviria para trabalhar em uma grande final no Couto Pereira. Por tudo isso, inviabilizamos o Ecoestádio para o clássico”, emendou.

Mais do que a falta de condições do Ecoestádio para abrigar um clássico de grande porte, a Polícia Militar está orientando a FPF para que não marque o jogo do Coritiba contra o Rio Branco para o mesmo dia do clássico. Assim, o jogo de ida entre Atlético e Paraná, caso seja marcado para algum estádio de Curitiba, pode ser realizado no sábado, já que a partida do Alviverde contra o Leão da Estradinha está confirmada para domingo, às 16h, por ser o jogo que será transmitido pela RPCTV. “Estamos verificando junto ao Ministério Público mudanças de algumas datas dos jogos dessa fase final do Paranaense para que não haja jogos dos três times no mesmo dia. Foi informado ao Ministério Público para que as medidas cabíveis sejam tomadas”, detalhou o major Neto.

Sem opção

A FPF se reuniu com os clubes no final da tarde de ontem, mas ainda não homologou os jogos de ida das quartas de final. Segundo o presidente Hélio Cury, o local do clássico entre Atlético e Paraná deverá ser definido até amanhã. “Vamos conversar com a Polícia Militar amanhã (hoje). Temos até quinta para homologar a rodada, mas queremos resolver até quarta-feira. Não trabalhamos com outra hipótese a não ser que o jogo será no Ecoestádio”, afirmou Cury.

Se o jogo não for no Ecoestádio, corre o risco de ser fora de Curitiba, já que o Paraná não aceita jogar na Vila Capanema com o mando do Atlético. Diante deste cenário, resta à diretoria atleticana tentar um acordo com o Coritiba para mandar o duelo contra o Tricolor no Couto Pereira, ou escolher um estádio do interior para realizar a partida de ida das quartas de final do Estadual.