A Polícia britânica abrirá novamente uma investigação sobre a tragédia de Hillsborough, na qual morreram 96 torcedores do Liverpool em 1989, anunciou nesta quarta-feira a ministra de Interior, Theresa May.

O responsável pelo caso será o ex-inspetor-chefe de Durham, no nordeste da Inglaterra, Jon Stoddart, e se centrará nas 96 mortes que aconteceram em uma das semifinais da Copa da Inglaterra de 23 anos, entre os ‘Reds’ e o Sheffield Wednesday.

A tese de que as mortes no estádio do Sheffield foram acidentais, sustentada pela justiça britânica um ano depois da avalanche humana, sempre foi posta em dúvida pelos familiares das vítimas, aos quais um relatório independente deu razão em 12 de setembro deste ano.

O documento, elaborado em 2011 com dados que anteriormente eram confidenciais, foi apresentado no Parlamento de Westminster pelo primeiro-ministro, David Cameron, e revelava que 41 pessoas poderiam ter sido reanimadas se tivessem recebido o atendimento adequado.

A ministra do interior espera que a nova investigação seja “meticulosa” e que “faça-se justiça às 96 vítimas que morreram e às famílias que lutaram por elas”.