A seleção polonesa estréia na Copa do Mundo nesta terça-feira, às 8h30 (horário de Brasília), diante da anfitriã Coréia do Sul, em Busan. O objetivo da equipe e do técnico Jerzy Engel é recolocar o nome do país como uma das principais forças do futebol europeu e mundial. Para isso, a equipe conta com alguns nomes expressivos, como por exemplo o nigeriano naturalizado polonês, Emmanuel Olisadabe, atacante do Panathinaikos da Grécia, e o goleiro Jerzy Dudek, estrela do Liverpool da Inglaterra.

A seleção coreana deverá partir para o ataque diante da Polônia na partida de hoje, válida pelo Grupo D da Copa do Mundo, que conta também com Portugal e Estados Unidos. Os coreanos, em 14 jogos disputados na história dos Mundiais, jamais venceu um jogo, mas desta vez acredita no esquema tático armado pelo técnico holandês Guus Hiddink. “Nosso time está extremamente pressionado por todas as circunstâncias que envolvem a participação da nossa seleção, mas por outro lado não temos nada a perder”, afirmou o treinador holandês. “O objetivo é tomar a iniciativa ofensiva, mas isso certamente não será fácil, pois a Polônia tem uma equipe forte e se classificou com mais folga do que a Alemanha, por exemplo”, completou.