Rio – O empate sem gols com o Vasco, ontem, em São Januário, levou a Ponte Preta a subir duas posições na tabela de classificação do Campeonato Brasileiro: passou do 9.º para o 7.º lugar, agora com 41 pontos. Já a equipe cruzmaltina segue próxima à zona de rebaixamento. Soma 33 pontos, quatro a mais que o Atlético-MG, clube melhor colocado da área de risco.

Graças à atuação do goleiro Lauro, a Ponte Preta não foi para o intervalo com o placar desfavorável. Ele defendeu o pênalti cobrado por Romário e ainda fez boa defesa em uma conclusão de Alex Dias, livre de marcação na área da equipe paulista.

Antes do Romário cobrar a penalidade, Lauro o provocou: ?Vou pegar?. O atacante do Vasco chutou fraco, à meia altura, e o goleiro espalmou a bola para escanteio. Ele vibrou muito por ter vencido o duelo particular com o craque. ?Falei que iria defender e consegui ajudar a Ponte Preta. O Romário costuma bater no canto direito e fui feliz?, declarou Lauro, antes de ir para o vestiário, no intervalo. Romário foi curto e grosso: ?ele falou e pegou?, disse, abatido.

No segundo tempo, o goleiro Lauro prosseguiu como o destaque do jogo. Mas não seria nada absurdo se a Ponte Preta tivesse saído de São Januário com a vitória. O meia Élson, por duas vezes, acertou a bola no travessão em cobrança de falta.

Vasco 0 x 0 Ponte Preta

Vasco: Roberto; Wagner Diniz, Fábio Braz, Alemão e Jorginho Paulista; Osmar (Róbson Luiz), Ygor, Abedi (Marco Brito) e Morais (Fernandinho); Alex Dias e Romário. Técnico: Renato Gaúcho. Ponte Preta: Lauro; Rissut, Galeano, Preto e Bruno; Ângelo, Éverton, Romeu e Élson; Tico (Zé Carlos) e Izaías (Gileno) (Luciano Santos). Técnico: Estevam Soares. Árbitro: Luiz Alberto Sardinha Bites (GO). Cartões amarelos: Éverton, Osmar, Bruno, Galeano, Élson, Ygor, Alex Dias e Lauro. Local: São Januário, no Rio de Janeiro.