A Ponte Preta está ciente que o primeiro objetivo no retorno à Série A do Campeonato Brasileiro é evitar um novo rebaixamento. E, para isso, vai trabalhar com uma “mini-meta” de conquistar 15 pontos a cada 10 rodadas. Com a matemática debaixo dos braços, o time de Campinas espera começar a cumprir parte das metas já na estreia contra o Grêmio, neste domingo, às 11 horas, na Arena Grêmio, em Porto Alegre.

Para evitar sofrimento no fim da competição, a diretoria conta com a colaboração do matemático Laércio Venditti, professor da Universidade de Campinas (Unicamp). Ele foi o responsável por realizar os estudos e traçar as metas matemáticas do time. “Queremos fazer pelo menos 15 pontos para que estejamos na zona entre os oito ou 10 (primeiros colocados). No final do primeiro turno, estamos projetando 30 pontos”, destacou Ferreira, baseado nos dados estatísticos.

Apesar de o primeiro objetivo ser a permanência, Guto Ferreira tenta manter o discurso otimista. Após a boa campanha no Campeonato Paulista – onde foi eliminada pelo Corinthians, na derrota por 1 a 0, no estádio Itaquerão, nas quartas de final -, a comissão técnica sonha com voos mais altos. “Acreditamos que podemos terminar entre os dez. É difícil? É, mas precisamos confiar em nosso trabalho”, afirmou o treinador.

Para tentar surpreender o Grêmio, Guto Ferreira manterá o mesmo time que iniciou o amistoso contra o Orlando City, no sábado passado, nos Estados Unidos. O time de Kaká venceu por 3 a 2, na oportunidade. Com isso, o atacante Borges, principal reforço, deve ser apenas opção no banco de reservas, enquanto que os velocistas Biro Biro e Rildo atuam na frente.