O Porto conseguiu um importante resultado no Estádio Old Trafford na luta por uma vaga nas semifinais da Liga dos Campeões. Nesta terça-feira, a equipe empatou por 2 a 2 com o Manchester United e ficou mais perto de repetir o feito de 2004, quando eliminou o time inglês nas oitavas-de-final. Depois, a equipe conquistaria o título europeu.

O Porto surpreendeu o Manchester United no início da partida, tocando a bola com desenvoltura e criando boas jogadas. Aos quatro minutos, Jonny Evans saiu jogando errado, Cristián Rodriguez tomou a bola e chutou forte, abrindo o placar. Em desvantagem, o Manchester United se lançou ao ataque e chegou ao empate pouco tempo depois.

O gol saiu em nova falha defensiva. Aos 15 minutos, Bruno Alves tentou recuar para Helton, mas passou para Rooney, que tocou por cima do brasileiro. O Manchester United seguiu superior em campo. No entanto, finalizava muito mal.

O time inglês continuou mais ofensivo no segundo tempo, mas tinha dificuldades para superar Helton. Aos seis minutos, Park chutou de fora da área para defesa do brasileiro. Aos 15, Giggs cobrou escanteio e Vidic cabeceou. O goleiro fez excelente defesa.

Atuando com velocidade, o Porto era perigoso nos contra-ataques e perdeu duas oportunidades de gol. Aos 22 minutos, Rodríguez passou para Lisandro Lopes, que finalizou para defesa de Van der Sar. Aos 23, o holandês evitou gol de Cissokho.

E quem chegou ao gol foi o Manchester United. Aos 40 minutos, Rooney deu passe de calcanhar para Tevez, que finalizou e virou o duelo. O Porto, no entanto, conseguiu empatar o duelo. Aos 44, Tomás Costa cruzou para Mariano, livre de marcação, dominar no peito e bater na saída de Van der Sar: 2 a 2.

Porto e Manchester United voltam a se enfrentar pelas quartas-de-final da Liga dos Campeões em 15 de abril, no Estádio do Dragão. O time português avança na competição com empate por 0 a 0 ou 1 a 1.