A volta às raízes pode ser a solução para os problemas da Portuguesa. A diretoria da Lusa, afundada numa crise sem precedentes, está prestes a fechar um acordo com uma equipe de médio porte de Portugal. Por meio da parceria, o time paulista cederia boa parte de seus atletas para uma espécie de intercâmbio na Europa. Custeados pelos anfitriões, os brasileiros conheceriam o futebol português e os que os mais se destacassem seriam imediatamente negociados. De acordo com o vice-presidente de comunicações da Lusa, Nelson de Paula, o acordo poderia resolver, a médio prazo, o rombo financeiro no caixa, com dívidas, segundo ele, por volta de R$ 30 milhões.