A Portuguesa fechou a temporada com mais uma vitória ao bater o Icasa por 2 a 0, neste sábado, no estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte (CE), no encerramento da 38.ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro. Com isso, a Lusa derrubou o time cearense para a Série C de 2012, mas confirmou números impressionantes para o campeão.

A Portuguesa fechou a competição com 81 pontos, com 23 vitórias, 12 empates e somente três derrotas. Bateu o recorde de melhor ataque, com 82 gols, três a mais do que o Corinthians de 2008. O time cearense, com 47 pontos, ficou em 17.º lugar, sendo o quarto time rebaixado ao lado de Vila Nova, Salgueiro e Duque de Caxias.

A Portuguesa, na condição de campeã e defendendo uma invencibilidade de 20 jogos, entrou em campo com duas baixas. O atacante Ananias, com a esposa doente, e Marco Antônio, sem contrato. O técnico Jorginho foi bem claro antes do início do jogo: “Temos que jogar pelo profissionalismo e pela Portuguesa, independente dos resultados que interessam a este ou aquele clube”. Torcendo, pelo menos, por um empate da Portuguesa estavam dois times paulistas – São Caetano e Guarani – além de ASA e Paraná.

O Icasa, lutando contra o rebaixamento, viveu uma semana tumultuada com a demissão do técnico Arnaldo Lira, que tinha conseguido bons resultados, para que pudesse retornar ao grupo o meia Junior Xuxa, ídolo da torcida. Raimundo Vagner, o Raimundinho, assumiu o comando técnico interinamente. As mudanças, com certeza, foram impróprias, feitas em um momento errado.

A Portuguesa começou melhor, mostrando a sua melhor condição técnica. Aos quatro minutos, o zagueiro Leandro Silva quase abriu o placar. Após escanteio, ele cabeceou na trave direita do goleiro Carlos Luna. Já o Icasa só ameaçou com chutes de longe.

Em uma falha saiu o primeiro gol do time paulista. O zagueiro Luiz Henrique perdeu a bola para Júnior Timbó no meio de campo. O meia disparou em velocidade, entrou na área e na saída de Carlos Luna desviou para as redes. Isso aos 42 minutos. Ao término do primeiro tempo, o bom público presente ao estádio vaiou muito o time cearense.

Na volta para o segundo tempo, duas entradas esperadas. Júnior Xuxa entrou no lugar do lateral-esquerdo Edson, com o time passando a atuar com três zagueiros. E no ataque, Marciano ocupou a vaga de Alex Afonso, totalmente inoperante. Só que a Portuguesa marcou o segundo gols, aos 11 minutos, com Henrique. Depois disso, o jogo ficou aberto. O Icasa criou várias chances de gol, mas encontrou Weverton em tarde inspirada. E nos contragolpes, a Lusa perdeu a chance de ampliar o placar.

Ficha técnica

Icasa 0 x 2 Portuguesa

Icasa – Carlos Luna; Osmar, Luiz Henrique (Laécio), André Turatto e Edson (Júnior Xuxa); Luiz Ricardo, Elielton, Guto e Diego Palhinha; Preto e Alex Afonso (Marciano). Técnico: Raimundo Vagner (interino).

Portuguesa – Weverton; Luís Ricardo, Leandro Silva (Diego), Renato e Marcelo Cordeiro; Boquita, Henrique, Guilherme e Júnior Timbó (Rai); Cleiton (Lucas Gaúcho) e Edno. Técnico: Jorginho.

Gols – Júnior Timbó, aos 42 minutos do primeiro tempo; Henrique, aos 11 minutos do segundo tempo.

Cartões amarelos – Marciano, Júnior Xuxa e Laécio (Icasa); Cleiton (Portuguesa).

Árbitro – Wagner Reway (MT).

Renda e público – Não disponíveis.

Local – Estádio Romeirão, em Juazeiro do Norte (CE).