O presidente do Sport, Luciano Bivar, vai ser ouvido hoje, em Goiás, pelo auditor do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) Miguel Cançado. É o primeiro passo do inquérito aberto na semana passada pelo presidente do tribunal, Flávio Zveiter, com o objetivo de apurar denúncia do dirigente de que a Seleção Brasileira já esteve envolvida em esquema de corrupção para a convocação de pelo menos um jogador: Leomar, em 2001. Na quinta, Emerson Leão, então técnico da equipe naquele ano, e Antônio Lopes, coordenador da Seleção no mesmo período, vão ser ouvidos na sede do STJD, no Rio de Janeiro. Por enquanto, trata-se de um inquérito. Leomar e outras pessoas também vão ser convocadas pelo STJD. Se houver indícios de que houve realmente algo ilícito na convocação do atleta, o tribunal vai abrir processo disciplinar.