Faltando poucos minutos para o início da partida Coritiba x Bragantino, o cenário na Arena Joinville era desolador. Muito pouca gente nas arquibancadas de uma terça-feira de temperatura amena, se comparado com o clima em Curitiba. O frio e o chuvisco ficaram pelas BRs 376 e 101, por que no bairro Bucarein havia apenas uma leve neblina.

Mesmo assim, os pouco mais de dois mil pagantes que foram ao jogo tentaram compensar o estádio vazio com animação. O tradicional grupo que fica atrás do gol marcou presença e cantou o hino. Já obedecendo ao novo Estatuto do Torcedor, e também por causa das sanções impostas pelo clube, nenhum torcedor entoou músicas de organizadas.

Já as esperadas vuvuzelas não marcaram presença, mas as faixas estavam lá. Às homenagens a ídolos do passado se juntaram mensagens como “Daria minha vida por ti, Coritiba” e “Ó meu Verdão, amo você” chamaram a atenção nas arquibancadas. “Mesmo com o frio fiz questão de viajar para apoiar a equipe em campo”, disse o torcedor José Fontana da Silva. Ele tentou trazer alguns amigos, mas nenhum se animou para ver o Alviverde “in loco”.

Do pessoal local, os sempre presentes funcionários do JEC e da prefeitura da cidade catarinense eram vistos nas arquibancadas vestindo o vermelho do time local, sem conflitos com o verde do Coxa.