Na próxima semana, os jogadores do Atlético iniciarão a fase mais pesada da preparação para o Campeonato Paranaense. Na segunda-feira, o técnico Sérgio Soares também entra em cena iniciando os treinos técnicos e táticos.

Mesmo que o Furacão tenha mantido a base da equipe de 2010, com exceção da defesa que perdeu três jogadores -Neto, Rhodolfo e Chico -, Sérgio Soares será guiado pelos preparadores físicos, que ajudarão a ditar as regras nas primeiras escalações.

Sem tempo hábil para deixar os atletas no ponto ideal, antes da estreia no dia 16, o supervisor do departamento, Carlinhos Neves, quer a utilização apenas dos mais bem preparados nos primeiros jogos.

A cada rodada o elenco será reavaliado antes da nova escalação. O regime de concentração será mantido até o dia 31 de janeiro. “Não se poupa jogador sem a competição começar, mas é evidente que se deve escolher os melhores jogadores. (Serão convocados) aqueles que estiverem aptos para começar e o Sérgio tem competência para isso”, disse Carlinhos.

Para ter uma equipe ideal em mãos, o supervisor gostaria de ter 40 dias livres para trabalhar e foi enfático ao falar sobre a forma como o calendário brasileiro é definido, trazendo prejuízos, principalmente aos jogadores.

“É impossível afirmar que estes jogadores estarão em condições ideais na primeira partida ou na sexta rodada. O calendário é mal elaborado, desumano, injusto e acaba dificultando a vida útil do atleta, proporcionando risco grande de lesão”, destacou.

Carlinhos terá em sua equipe Márcio Henriques, que será o preparador físico nos gramados; Jean Lourenço, auxiliar de preparação, e Edy Carlos, responsável pelo setor de transação dos jogadores.