A duas semanas da definição das cidades que receberão os jogos da Copa do Mundo de 2014, Curitiba se prepara para os desafios que virão caso seja escolhida.

Na próxima segunda-feira, o vice-governador Orlando Pessuti fará uma visita à Câmara Municipal, para mostrar aos vereadores os planos de expansão de infraestrutura da cidade.

O presidente da Câmara, João Carlos Derosso, visitou ontem a redação do Paraná-Online e contou qual a expectativa na casa com a provável vinda da Copa. Também falou sobre a construção do novo estádio do Coritiba, que exigirá mudanças na Lei de Zoneamento Urbano.

Paraná-Online – Como a Câmara está acompanhando a possibilidade de Curitiba ser uma das sedes da Copa de 2014?

Derosso – A vinda da Copa dará um impulso para a cidade obter recursos junto ao governo federal. Como a questão do metrô. Ajudará Curitiba a ter esse transporte, que é uma solução, não apenas um paliativo. Temos grandes chances. A comitiva da Fifa veio e ficou maravilhada. Não teve baile, música, mas a apresentação de uma cidade organizada.

Paraná-Online – Qual será o papel da comissão especial montada pela Câmara para acompanhar o assunto?

Derosso – A questão foi política. Vimos várias correntes se unindo. Podemos ter divergências, mas quando o projeto é bom, temos que largar as picuinhas e trabalhar em prol da cidade. O vereador Mario Celso Cunha está coordenando os trabalhos e na próxima semana teremos a visita do vice-governador Orlando Pessuti, explicando o que se pretende fazer.

Paraná-Online – As obras que estão sendo planejadas exigem alguma mudança na Lei de Zoneamento Urbano?

Derosso – A princípio não. O estádio do Atlético foi escolhido e não haverá dinheiro público para a conclusão. A Arena já está dentro do zoneamento da cidade e não será necessária nenhuma alteração.

Paraná-Online – E o projeto do novo Couto Pereira?

Derosso – Aí sim precisará uma mudança no zoneamento, uma vez que muda o enfoque do estádio. A secretaria de urbanismo e o Ippuc estão estudando o que poderá ser alterado no entorno. Mas é uma obra que não está nos projetos para a Copa.

Paraná-Online –
Mas é um assunto que certamente chegará à Câmara…

Derosso – Toda mudança de zoneamento ou no plano diretor tem que ser aprovada pela Câmara. Grandes obras como essa têm um impacto na vizinhança e um estudo tem que ser feito. Acredito que se é benéfico para a cidade, não haverá problema. Mas terá que haver uma audiência pública sobre isso.